31 de jan 2018

Sem revitalização, pedestres voltam a reclamar da situação do Calçadão

Pedestres cobram solução definitiva para as condições do piso do Calçadão. O local está todo esburacado, com cavaletes espalhados para interditar alguns trechos. As pessoas estão com dificuldades para circular, sobretudo deficientes físicos, que inclusive já houve casos de queda no chão. A Prefeitura vem adotando medidas paliativas, mas a solução definitiva é a revitalização do centro, e o processo de licitação está em andamento.

O início das atividades para a revitalização já foi adiado algumas vezes. Obras previstas para serem iniciadas no ano passado, inicialmente com a reforma da praça Rui Barbosa, as intervenções não evoluíram, sobretudo por conta da proximidade com o Natal, mas devem começar ainda neste primeiro semestre. A expectativa do secretário de Obras, Nagib Facury, é de que as obras se iniciem em meados do mês de março.

A licitação, que está em andamento, é do tipo menor preço global e a data limite para entrega dos documentos de habilitação e proposta de preço será até às 15h do dia 1º de fevereiro de 2018. A abertura das propostas será às 15h15 do mesmo dia e no mesmo local. O valor estimado da licitação é de R$1.975.933,12. “Vamos receber as propostas e depois faremos a contratação. Neste intervalo serão realizadas reuniões com as entidades do comércio e empresários, para traçar o cronograma da obra”, afirma.

Segundo Nagib, no Calçadão será implantada uma nova estrutura, com piso novo, bem como o serviço de drenagem, inclusive com intervenção do Codau e os canais de água pluvial. A empresa que for contratada deverá atuar por 24 horas, durante seis meses, tanto no Calçadão como na praça Rui Barbosa, e tem a obrigação de não deixar nenhum lojista sem acesso, mesmo que a obra esteja sendo executada na entrada do estabelecimento.

Com relação às atuais condições do Calçadão, até que o projeto seja realizado, segundo nota enviada pela assessoria de imprensa da Prefeitura, os serviços de manutenção, no momento, são paliativos, visto que há licitação em andamento para a revitalização do local.

Fonte: jmonline.com.br

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Required fields are marked *

*