19 de Dez 2016

Período chuvoso aumenta a proliferação dos caramujos africanos em terrenos

A umidade relativa do ar está mais alta e os dias mais chuvosos, com isso a população começa a perceber o aparecimento do caramujo Achatina fulica, conhecido também como caramujo africano. De acordo com o biólogo e chefe de Seção do Centro de Controle de Zoonoses, Luiz Gustavo Pinheiro, o período é propício à infestação deste molusco. “Na verdade, caramujos vivem em água doce. Esses moluscos terrestres são chamados de caracóis e possuem cinco posturas por ano”, afirma Luiz Gustavo.

Conforme o biólogo, os moluscos colocam de 40 até 300 ovos. “Nesse período chuvoso, ele sai de entulho e de locais onde tem mato, então, eles proliferam em locais que possuem bastante matéria orgânica”, afirma. Por isso, Luiz Gustavo salienta a necessidade em manter terrenos e quintais limpos. “Onde tiver muito entulho, o ideal é retirá-los dali. Se o terreno não for do morador, ele pode contatar a Prefeitura para notificá-lo, no telefone 3315-2000”, ressalta.

O biólogo esclarece que o risco oferecido pelos caracóis é com relação ao muco deixado pelo molusco. “Até então, o Ministério da Saúde não confirmou a transmissão desses vermes por meio dos moluscos para o ser humano. O período que eles têm maior atividade é o matutino e ao entardecer, no crepúsculo”, destaca o biólogo.

Por outro lado, Luiz Gustavo faz alerta sobre os cuidados que a população deve ter na hora de pegar o animal. “A pessoa deve proteger as mãos e colocar uma luva de procedimento ou saco plástico e recolhê-los. Depois, basta cavar uma cova de 30 a 60 cm, jogar cal virgem e macerá-los. Isso porque o Departamento de Zoonoses não faz essa coleta por ele não ser um potencial transmissor dessas verminoses, estamos focados nas outras endemias, como roedores, escorpiões e no combate ao Aedes aegypti”.

Fonte: jmonline.com.br

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>