12 de Jan 2015

Papa Francisco visita Sri Lanka e Filipinas

Nenhum comentário

A próxima viagem apostólica internacional do Papa Francisco será a sétima do seu Pontificado: o Santo Padre vai ao Sri Lanka e depois às Filipinas, de 12 a 19 deste mês de janeiro. O Padre Federico Lombardi, Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, explicou aos jornalistas o programa desta viagem:

“No que se refere às Filipinas, sabemos que foi também a insistência dos bispos filipinos de receber o Papa, inclusive como conforto após o desastre imenso do tufão de um ano atrás, que causou danos imensos. Fala-se de oito mil mortos, 15 milhões de pessoas atingidas nas destruições provocadas pelo tufão, cinquenta mil casas destruídas. É considerado um dos piores tufões da história, pelo menos que se recorde. E tudo isso levou naturalmente a pedir a presença do Papa como conforto, como compaixão por um povo muito sofrido. Também no Sri Lanka havia o desejo de receber o Papa, o desejo da Canonização do Padre Vaz, de receber a sua contribuição para a pacificação do país. Em suma, toda uma série de motivos que deram ao Papa – com toda essa sua atenção particular pela Ásia – razões suficientes para a viagem.”

O Papa passará dois dias no Sri Lanka, 13 e 14 de janeiro. Entre os momentos mais importantes o encontro inter-religioso na capital Colombo. Na quarta-feira, a missa da Canonização de José Vaz, religioso oratoriano que viveu entre os séculos XVII e XVIII, que realizou uma importante obra de evangelização no Sri Lanka. De seguida, será a oração mariana no Santuário de Nossa Senhora do Rosário em Madhu, o mais frequentado do país, localizado ao norte, de maioria Tâmil. O Padre Lombardi ressaltou que nessa ocasião o Papa se fará presente também tendo em conta o processo de reconciliação no Sri Lanka, após o longuíssimo e terrível conflito entre cingaleses e tâmiles. Um período de conflito que durou trinta anos e que terminou em 2009.

No dia 15 o Santo Padre partirá para as Filipinas, que se preparam para os 500 anos de evangelização em 2021. Na sexta-feira, 16, de destacar os encontros previstos para Manila sobretudo com as famílias, realidade central nas Filipinas, o maior país asiático de maioria católica. O Padre Lombardi sublinhou este aspeto:

“É preciso considerar também a importância que a cultura familiar tem na cultura filipina, importância fundamental, o modo muito intenso como se vive a realidade da família e os seus laços por parte da cultura filipina.”

O Santo Padre visitará as zonas atingidas pelo tufão Haiyan e celebrará Missa em Tacloban; em Palo almoçará com alguns sobreviventes e abençoará o “Centro Papa Francisco” dedicado aos pobres, construído com contribuições do Conselho Pontifício Cor Unum.

No domingo, 18 de janeiro, na capital filipina será o encontro com os líderes religiosos locais, com os jovens e a missa no dia do “Santo Niño”. Na segunda-feira, dia 19, na parte da tarde, será o regresso ao Vaticano, após ter sobrevoado vários países, entre os quais a China.

 

Fonte: radiovaticana.va

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>