27 de Abr 2014

NOTA DE FALECIMENTO – Dom Aloísio Roque Oppermann

Com pesar, mas crentes na ressurreição prometida pelo Senhor Jesus, comunicamos que nesta manhã de 27 de abril de 2014, II domingo da Páscoa, Festa da Divina Misericórdia, o nosso arcebispo emérito Dom Aloísio Roque Oppermann, fez a sua Páscoa à casa do Pai.

Dom Aloísio Roque foi o 6º Bispo e 3º Arcebispo de Uberaba. Nasceu em 19 de junho de 1936 na cidade de São Vendelino-RS. Fez seus estudos de Filosofia no convento da Congregação do Sagrado Coração de Jesus, em Brusque-SC. Cursou Teologia em Taubaté-SP, onde foi ordenado padre em 29 de junho de 1961 pelas mãos de Dom Francisco Borgesdo Amaral.

Na Congregação SCJ especializou-se em Orientação Educacional, Biologia e Pastorais Eclesiais. Exerceu importantes cargos como Reitor de Seminário e Educador do Instituto dos Meninos de São Judas Tadeu e do Orfanato São Judas, em São Paulo, pároco em Curitiba-PR, e em Varginha-MG.

Foi nomeado primeiro bispo de Ituiutaba-MG, a 2 de fevereiro de 1983, onde recebeu a ordenação episcopal a 21 de abril de 1983. Primeiro bispo de Ituiutaba-MG, exerceu seu ministério episcopal por seis anos (1983-1988), Bispo de Campanha-MG por sete anos (1988-1996) e nomeado Arcebispo de Uberaba-MG em 1º de maio de 1996. Foi coordenador da Comissão de Liturgia do Leste II por cinco períodos e membro do Conselho permanente da CNBB.

Nos seus 16 anos de episcopado na Arquidiocese Dom Roque valorizou os meios de comunicação, ampliou o número de paróquias e do clero, além da valorização dos grupos de reflexão. Retornou o Seminário de Teologia para as suas origens no prédio ao lado da paróquia do Santíssimo Sacramento. Criou o Seminário de Filosofia Nossa Senhora da Abadia, o Tribunal Eclesiástico Interdiocesano e instituiu os Diáconos Permanentes. Incentivou os Grupos de Reflexão em toda a Arquidiocese, inclusive com a confecção de material próprio: o Caderno Popular. Outra realização foi as Santas Missões, fruto dos planos pastorais. As Leigas Consagradas também tiveram em Dom Roque um porto seguro com a elevação a Instituto, esteve a frente das comemorações do Centenário da Arquidiocese. Na área de Comunicação Social conseguiu um espaço semanal na Rede Vida para veiculação dos acontecimentos de nossa arquidiocese a nível nacional e criou uma Assessoria de Imprensa, sendo que com ela veio Rádio Metropolitana, o jornal com o mesmo nome e a presença permanente da Igreja Particular de Uberaba de Dom Roque como articulista de jornal, e ainda, publicou oito livros, sendo o último Flashes da Vida de um Bispo.

1 comentário

  •  
    Aparecida Barrero

    16 de Set 2014 as 19:27

    Responder

    Adeus ! Dom Roque Opperman !
    Pessoa especial que perdemos aqui na terra. Temos agora, um amigo no Céu.

    Até breve !

    Por mais anos e anos que passemos pela terra será tudo muito breve !

    Que possamos refletir mais sobre a vida…
    Tudo passa…

    Aparecida.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>